Goianésia, GO
Boa tarde - quinta, 21 de novembro de 2019
 
 
Homem é preso suspeito de criar perfis falsos na web anunciando a ex como garota de programa, em Itumbiara
Globo - 31/07/2019

Um homem foi preso suspeito de criar mais de dez perfis falsos nas redes sociais nos quais retratava a ex-namorada - que está grávida - como garota de programa, em Itumbiara, região sul de Goiás. Além disso, conforme as investigações, ele encaminhava mensagens ameaçando a mulher, parentes dela e até o filho que ela espera. A Polícia Civil acredita que ele tenha tentado se vingar por não aceitar o fim da relação.

O motorista Everton Custódio da Silva foi detido na segunda-feira (29), em cumprimento a um mandado de prisão. Segundo a polícia, em depoimento, ele negou as acusações. O homem ainda não possui advogado, de acordo com a corporação.

A vítima, a gerente escolar Lorraine Mendes Fernandes, disse que a situação começou a ocorrer em dezembro do ano passado, quando o casal rompeu.

Muito abalada, ela afirmou que após a criação dos perfis, algumas pessoas que acreditavam no anunciou começaram a procurá-la para fazer programas, o que a fez mudar de residência.

"Ele colocou endereço da minha casa, abertamente. [Disse] que eu fazia programa, que eu cobrava R$ 80 e que eu era disponível. Eu quero justiça, porque o que eu passei com minha mãe e todos ao meu redor não foi fácil. Desde que eu engravidei estou passando por isso. Acho que vim na delegacia uns seis meses em seguida", desabafou.

Traumático"

A situação sensibilizou até o mesmo o delegado Vinícius Penna, que investigou o caso, considerado como muito "traumático" para a mulher.

“Foi um período bastante traumático para a vítima que a gente acaba se sensibilizando neste caso. Diariamente a gente conversava e via essas mensagens se tornando mais ácidas e perigosas”, pontua.

Ainda segundo o delegado, Lorraine afirmou que o filho que ela espera é de Everton, mas ele questiona a paternidade. Além dos perfis, as ameaças eram em um tom bastante agressivo.

"A vida dela virou um inferno. Ele criou mais de dez perfis. Ele ameaçava ela, dizia que ela não iria ter o filho, que a vida dela tinha chegado ao fim", destaca.

Durante a prisão, também foram apreendidos um computador e um celular, os quais a polícia acredita que o motorista tenha usado para criar os perfis e enviar as ameaças. Penna afirmou que descobriu, durante a apuração, que alguns perfis foram feitos usando a internet da casa onde o suspeito morava com a mãe.

Everton irá responder por falsidade ideológica - por ter usado os dados da ex-namorada indevidamente - além de ameaça, difamação e injúria.

 




Espalhe:

http://itaja105.com.br/n/19787




Leia também...

18/11/2019 Chega a 643 número de localidades afetadas por óleo no NE e no ES
18/11/2019 Aumento de 358% de flagrantes de embriaguez ao volante
18/11/2019 Rio Verde assina projeto com Israel para transferência de tecnologia, agricultura, segurança e inteligência artificial
18/11/2019 Workshop sobre inovação e proteção de dados acontece em Goiânia
08/11/2019 Receita abre consulta ao sexto lote do Imposto de Renda
08/11/2019 Cerca de seis mil empregos podem ser gerados com expansão de indústria de refrigerantes em Aparecida
08/11/2019 Brasil garante mais um ouro e prata no Atletismo Paralímpico de Dubai
08/11/2019 Em Goiás, Rede Itego abre matrículas para mais de três mil vagas em cursos gratuitos de capacitação